Friboi deu 500 mi a Lula e Dilma em contas no exterior

Marta Nobre, Edição

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff receberam da JBS, em contas no exterior, mais de 150 milhões de dólares – algo em torno de 500 milhões de reais, no câmbio atual.

É o que garantem Joesley Batista, dono da JBS, e seu executivo Ricardo Saud na delação premiada à Procuradoria-Geral da República e sancionada pelo ministro Edson Fachin.

Segundo os delatores, o ex-ministro Guido Mantega (Fazenda e Planejamento) seria o intermediário dos pagamentos que eram devidos em razão de esquemas criminosos no BNDES e em fundos de pensão.

Em 2010, por intermédio do ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil), teria sido feito outro repasse de R$ 30 milhões para a campanha de Dilma.

COMPARTILHE