Ladrão de moto é acorrentado nu na rua para servir de exemplo

Publicado em por Redação - 1 Comentário
fotohomemamarradoruafut

A fotografia de um homem nu e amarrado em uma calçada já foi compartilhada por mais de 2 mil pessoas no Facebook desde sexta-feira quando foi postada pelo perfil de um homem identificado como Kadão Lima.

Segundo a publicação, que não informou o local do fato, o homem preso teria tentado roubar uma motocicleta e acabou sendo detido por populares.

“Pra quem não conhece ou não entende a irmandade que existe em um Moto Clube, aí está um exemplo do que acontece quando um filho da p. entra numa de roubar uma de nossas motos… Aí está o resultado de uma ‘besta’ que tentou roubar um motociclista”, publicou o homem.

“O infeliz ‘amarrado’ tentou roubar uma GS (modelo de moto da BMW) no semáforo, mas não viu o ‘bonde’ chegando… Resultado: apanhou, ficou peladinho e foi amarrado, facilitando o trabalho dos brothers policiais”, completou o homem que ainda disse em sua publicação, compartilhada por 2.390 pessoas até as 10h desta segunda, que “as pessoas de bem estão acordando”.

Neste domingo, Kadão Lima publicou uma foto dizendo que estava no Jaçanã, bairro da zona norte da capital paulista, o que indica que a ocorrência possa ter ocorrido em São Paulo.

No início da semana passada, um adolescente foi espancando, despido e, posteriormente, preso a um poste pelo pescoço com uma tranca de bicicleta, no bairro de classe média Flamengo, na zona sul do Rio de Janeiro. A Polícia Civil investiga o caso e já prendeu 14 suspeitos.

O caso foi repudiado pelo governador Sérgio Cabral, que condenou nesta quinta-feira ações do “poder paralelo” e prometeu investigar e prender responsáveis pelos crimes. “Nosso governo reagirá a justiceiros, perseguindo e prendendo esses assassinos. Isso é inadmissível”, afirmou.

O adolescente de 15 anos que foi torturado prestou depoimento à Polícia Civil e foi encaminhado para um abrigo, que não foi divulgado. Para a delegada da 9ª DP, no Catete, o jovem afirmou ser capaz de reconhecer a maioria dos agressores que o espancaram. Porém, ao ver fotos dos 14 rapazes detidos na última segunda-feira sob acusação de agredir dois jovens no Aterro, a vítima afirmou não reconhecer nenhum deles.

O jovem disse, no entanto, que já viu alguns de seus agressores fazendo exercícios em uma academia de musculação ao ar livre no Aterro.


1 comentário

  1. Salomão

    Boaaaaaaaa!!! Governo omisso, população começando a responder com as próprias mãos!!! Toma lá, dá cá.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *