Uma lista de plantas que ajudam a proteger o seu lar

Julia Braldi Lorena

Já pensou em ter uma plantinha para proteger o seu lar? Além de charmosas, elas ajudam a harmonizar o ambiente.

Seja na sacada do apartamento, no quintal de casa, na sala, ou no banheiro, sempre tem algum espaço reservado nos lares para plantas e flores.

No vasinho ou em arranjos, elas dão um apoio não só na hora da decoração, como também deixam o lar mais harmonioso e atraem mais energias positivas.

Avenca – Admirada por ser uma planta ornamental e delicada, a avenca carrega fama de espantar o mau-olhado e é um verdadeiro termômetro ambiental. O plantio em casa exige certos cuidados para ela se desenvolver, principalmente na escolha do local que deve ter: calor, umidade, luz indireta e não deve receber vento em excesso.

Lírio-da-paz – Uma planta elegante que resiste à baixas temperaturas e as pragas. Para cultivo, o clima ideal é úmido, lugares com pouca iluminação e exposição direta ao sol não bons para o seu desenvolvimento. Ela traz harmonia, suavidade e proteção para o lar, e funciona como purificador biológico, eliminando os componentes tóxicos liberados no ar.

Espada de São Jorge –  Uma planta purificadora, pois absorve os compostos químicos liberados por madeiras, tecido sintéticos e carpetes. Ela pode ser encontrada em versões menores que são chamadas de “espadinhas”, ideais para quem mora em lugares com pouco espaço. Resiste à estiagem, ao frio e o calor, é necessário regar com frequência e precisa de luminosidade.

Árvore da felicidade – Gosta de claridade, sem ficar exposta ao sol diretamente. Sua folhagem fica desidratada quando exposta ao vento. Para um bom cultivo, é importante adubar na primavera e verão. No fim da tarde, elas exalam um aroma característico e também são consideradas como catalisadoras de energias positivas.

Arruda – Tem a fama de erva protetora contra mau-olhado e outras vibrações negativas. A arruda é resistente, além de ser conhecida por suas inúmeras propriedades medicinais. Ela necessita de sol algumas horas por dia, e de ser regada regularmente – mas sem exageros.

COMPARTILHE