Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Atriz cobra 50 mil euros de revista por fotos ao lado de Hollande



A atriz francesa Julie Gayet solicitará o pagamento de uma indenização por perdas e danos por “violação da vida privada” à revista Closer, que em janeiro divulgou sua relação com o presidente François Hollande em uma reportagem fotográfica.

O advogado da atriz de 41 anos, Jean Enocchi, anunciou que Julie não comparecerá à audiência desta quinta-feira em um tribunal de Nanterre, na periferia oeste de Paris.

A atriz e produtora de cinema quer receber 50 mil euros (cerca de US$ 868 mil) por danos e prejuízos, mais 4 mil euros (US$ 5,5 mil) de custos.

Ela também reclama a publicação da sentença em metade da capa da Closer, que pertence à Mondadori France, e em outros jornais da empresa.

A revista de fofocas publicou em 10 de janeiro fotos do chefe de Estado e de Julie Gayet, surpreendidos em separado diante de um prédio da rua Cirque, a 100 metros do Palácio do Eliseu, a sede da presidência, em pleno centro de Paris.

“É uma questão clássica de violação da vida privada, e isto é o que defenderemos”, afirmou Enocchi à AFP.

A Closer anunciou uma defesa com base no direito à informação.

O presidente Hollande não desmentiu as informações da revista e manifestou “indignação total” pela publicação das fotos.

Em 25 de janeiro, Hollande anunciou o fim de sua vida comum com Valérie Trierweiler, com quem estava desde 2007.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2021 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente