Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Peru

Castillo fecha Congresso com golpe e governa por decreto

Publicado

Foto/Imagem:
Pretta Abreu - Foto Reprodução

O Peru vive um clima de pré-convulsão político-social desde o final da manhã desta quarta-feira, 7, com a decisão do presidente Pedro Castillo de dissolver o Congresso Nacional minutos antes de ser votado pedido de impeachment contra ele. Político populista, Castillo assumiu o governo em julho do ano passado. Ele anunciou que convocará novas eleições gerais no momento oportuno.

Não só a oposição, como seus próprios aliados, regiram contrariamente e deixaram o presidente isolado politicamente. Castillo parece não contar também com apoio no Judiciário nem entre os militares. A vice-presidente Dina Boluarte declarou que o gesto foi um golpe contra a democracia.  Benji Espizona, advogado que defendi o presidente no processo de impeachment, deixou a ação.

O país vive toque de recolher e Castillo decidiu que governará por decreto, segundo anúncio feito por ele em rede nacional de rádio e televisão. A reação do Congresso foi no sentido de manter a votação do afastamento do presidente e aprovar uma moção de vacância do cargo, o que pode acontecer no decorrer das próximas horas.

 

Publicidade
Publicidade