Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Israel rebate as críticas e compara Brasil a cocô do cavalo do bandido

Publicado

Foto/Imagem:


O governo de Israel lamentou nesta quinta-feira a decisão do Brasil de chamar para consultas seu embaixador em Tel Aviv, uma decisão que segundo o governo judeu “não contribui para encorajar a calma e a estabilidade na região”.

A chancelaria israelense disse que o Brasil não passa de um país insignificante no meio político internacional. Em termos diplomáticos, a declaração foi vista como uma comparação a ‘cocô do cavalo do bandido’.

“O que estes passos fazem é dar um apoio ao terrorismo, e naturalmente afetam a capacidade do Brasil de influenciar (a região do Oriente Médio)”, segundo uma nota oficial de imprensa.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores israelense foi além. “Esta é uma infeliz demonstração de por que o Brasil, um gigante cultural e econômico, continua sendo um anão diplomático”, declarou Yigal Palmor.

“O relativismo moral por trás desse movimento faz do Brasil um parceiro diplomático irrelevante, que mais cria problemas do que contribui para soluções”, completou.

O governo brasileiro convocou na quarta-feira para consultas o embaixador em Tel Aviv após considerar “inaceitável a escalada de violência” e condenar “energicamente o uso desproporcional da força por Israel na Faixa de Gaza”.

Nos 17 dias de ofensiva militar em Gaza, pelo menos 733 palestinos e 35 israelenses morreram. Além disso, 4.600 palestinos ficaram feridos.

Ainda segundo a nota do governo de Israel, o país “espera apoio de seus amigos em sua luta contra o Hamas, que é reconhecido como uma organização terrorista por muitos países do mundo”.

Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidade