Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Pedro Estrella retira tijolos e BRB começa a ruir

Pretta Abreu

Pedro Antônio Estrella Pedrosa, profissional reconhecido e admirado no mercado financeiro nacional e internacional, acaba de jogar o cimento fora. Parou de construir, tijolo por tijolo, a escada que levaria o Banco e Brasília ao alto do patamar em que já esteve em outras épocas.

Pedro Estrella já não é mais diretor Financeiro e de Relações com Investidores do BRB. Cansou, segundo colegas de trabalho, da má administração do presidente Paulo Henrique Costa, considerada por muitos como catastrófica.

O economista disse reservadamente a amigos que ia sair. Não tinha, segundo a versão que chegou ao conhecimento de Notibras, paciência para aguardar o trem que supostamente partiria da Estação Presidência transportando atos idôneos.

Ao ouvir ‘tal descalabro’ e para não morrer ‘na contra-mão, atropelado pelos fatos’, o presidente PH Costa decidiu destituir Pedro Estrella. O comunicado ao mercado foi feito nesta segunda, 8, como ‘Fato Relevante’.

Na visão dos seus colegas, Pedro Estrella, filho de um ex-ministro do Superior Tribunal Militar, ‘é um rapaz de classe, de família rica e influente’. Não tinha, portanto, de aguentar pressões desnecessárias. E perigosas.

O agora ex-diretor, como amante de literatura, é bom leitor. Tem em sua cabeceira Marimbondos de Fogo, premiado livro do ex-presidente José Sarney. Apesar de toda a sua coerência, Pedro Estrella, admitem seus amigos, pode, de repente, cuspir os zangões presos na garganta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente