Curta nossa página


Naquela quadra...

Agnaldo fica com Baco e Odete se casa com Ednaldo

Publicado

Autor/Imagem:
Eduardo Martínez - Foto Produção Irene Araújo

Não sei se você conhece a Gilda, filha da dona Nice, aquela da quadra ao lado. Um pitéu por assim dizer. Por onde passa, é aquele mundaréu de olhares, muitos interessados, outros tantos de pura inveja, beirando o ódio. Como é que pode ser tão bonita?

Andam dizendo por aqui que a moça quer ser atriz, mas tal bafafá carece de verdade. É que soube de fonte fidedigna que a Gilda quer ser bióloga, esse povo que sabe tudo de planta e bicho, além de outras coisas da natureza. Inteligência não lhe falta, pois herdou tal qualidade da mãe, que é advogada das boas.

A beleza, certamente, não veio do pai, mas da avó materna, a lendária Odete, rainha de carnavais de outrora. Olhares saudosos, todavia, afirmam que Gilda, apesar de belíssima, ainda assim não consegue superar os predicativos da vovó, cujo casamento foi aquele quiprocó. Tudo porque Agnaldo, o noivo, possuía um irmão gêmeo, o Ednaldo, tão idêntico, que dizem que até os dois não sabiam quem era quem.

Resumo da história. Agnaldo, de tão emocionado no dia do casório, aceitou uma taça de vinho logo cedo. Tomou mais uma, depois outra e não sei mais quantas. Estatelou-se na cama e, esquecido por ali, só acordou na manhã seguinte.

Pobre Odete, ficou sem o noivo, você deve estar pensando. Que nada! Ednaldo, que queria porque queria aquelas carnes, aproveitou a oportunidade e se fez de noivo. Pois é, casou-se com a noiva do irmão.

Mas não pense você que a história terminou por aí. Ah, não mesmo! Para não ficar feio para a família, Ednaldo e Agnaldo combinaram trocar as identidades para sempre. E foi o que fizeram.

Se Odete algum dia percebeu a troca, ninguém sabe ao certo. Mas há quem jure que, logo na manhã após a noite de núpcias, ela tenha arregalado aqueles olhos de cílios enormes, que quando piscavam quase faziam barulho. Em seguida, sorriu o sorriso das mulheres bem-amadas e disse para o marido:

—Agnaldo, meu amor, que bom que você deixou aquela timidez de lado. Acredita que até pensei em desistir do casamento?

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2024 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.