Aparentados do ex-assessor palaciano foram obrigados s devolver 35 mil reais relativos ao aluguel de junho, pago antecipadamente. O valor vem a ser justamente o que faltava na conta dos 500 mil da mala de Rodrigo Loures.
Condôminos que adquiriram lotes de boa fé quando o Poder se esquivava das suas obrigações, se recusam a pagar o que a Terracap cobra a pretexto de regularização. As ações na Justiça prometem dar muita dor de cabeça.
Sucesso na voz do saudoso Bezerra da Silva, a música Malandro é Malandro, Mané é Mané, vem sendo entoada nos corredores do Tribunal de Contas do Distrito Federal. O conselheiro Manoelzinho comprou tampão de ouvido.
Fizeram chegar aos ouvidos de Paulo Fona que para ter retorno em suas mídias nas redes sociais, o Buriti precisa, antes de mais nada, ter seguidores. Postar por postar, e pagar por pagar, é como tentar segurar vento com a mão.