21 C
Brasília, DF
16 de agosto de 2017

Ok

Em tempos de Lava Jato o povo descobre que político tudo pode - ou quase tudo -, mesmo aqueles que se encontram trancafiados por ordem judicial. O dinheiro fala mais alto. E quem está solto, vai para a mesma cela.
De nada adianta a Polícia Federal provar que o irmão de Lúcio Funaro embolsou 400 mil reais a título de mesada, enquanto o doleiro está preso na Papuda. A vizinhança poderosa está pagando bem mais, para que mais se fale.

R$

Os 3 bilhões 600 milhões que os políticos querem dos cofres públicos para financiar a campanha eleitoral de 2018 seriam suficientes para recompor orçamentos de muitas áreas. Mas eles pensam diferente; e vencerão.
Na eventualidade de assumir sua loucura para invadir a Venezuela, Trump terá à sua disposição uma vasta visão a partir do topo do Caburaí. O Itamaraty, doido para ver a fogueira, ofereceu a área para a turma do Pentágono.