Curta nossa página


Quem manda é Momo

Agora é carnaval com muito frevo, samba, axé, suor e cerveja

Publicado

Autor/Imagem:
José Seabra - Foto de Arquivo/Rovena Rosa - ABr

A partir de agora, lula em destaque só no cardápio de frutos do mar. Quem manda no Brasil até quarta-feira de cinzas é o Rei Momo. É que o carnaval chegou com uma explosão de cores, ritmos e energia contagiante; uma festa que transcende fronteiras e culturas, unindo pessoas de todas as idades, classes sociais e origens em uma celebração única e inesquecível.

Nas ruas das cidades brasileiras, especialmente no Nordeste, onde o carnaval é uma tradição arraigada, o som do frevo ecoa pelas esquinas, enquanto os passistas se contorcem em movimentos ágeis e frenéticos. O frevo, com suas notas rápidas e coreografias acrobáticas, é o ritmo que dita o compasso das festividades em lugares como Recife e Olinda. É impossível ficar parado diante da batida contagiante desse estilo musical que é a alma do carnaval pernambucano.

No Rio de Janeiro, o samba reina absoluto. Nas quadras das escolas de samba, a preparação para o desfile é intensa e apaixonada. Os sambistas ensaiam incansavelmente, exibindo sua habilidade e devoção à música que representa a identidade cultural do Brasil. Nas ruas, os blocos de carnaval arrastam multidões, embaladas por ritmos envolventes. É uma festa de pura alegria e descontração, onde as diferenças se dissipam e todos se unem em uma só batucada.

Na Bahia, o axé toma conta da folia. Com suas letras vibrantes e batidas envolventes, o axé é a trilha sonora perfeita para os dias de festa debaixo do sol escaldante. Em Salvador, o carnaval é uma maratona de blocos, trios elétricos e muita dança. As ruas se enchem de pessoas vestidas com as cores e estampas mais extravagantes, todas movidas pelo espírito contagiante da música baiana.

O suor escorre pelos corpos em meio ao calor tropical, mas nada parece deter a animação dos foliões. É uma celebração que pulsa com vida, onde cada batida de tambor é um convite para se entregar à alegria desenfreada do carnaval brasileiro.

E é claro, não podemos esquecer da cerveja gelada, companheira inseparável dos dias de folia. Nos bares e barracas espalhados pelas ruas, o líquido dourado é servido em copos suados, refrescando os ânimos e alimentando a festa. É parte integrante da experiência, uma forma de brindar à vida e à amizade em meio à efervescência do carnaval.

Assim, entre frevo, samba, axé, suor e cerveja, o carnaval no Brasil é mais do que uma simples festa. É uma celebração da diversidade, da cultura e da alegria de viver. É um momento de descontração e liberdade, onde as preocupações são deixadas de lado em favor da pura e simples felicidade de estar vivo e compartilhar momentos inesquecíveis com com ritmos frenéticos.

Política e politicagem, só em meados do dia 15. Até lá, mesmo com Lula lá onde quer que vá, quem manda é o Rei Momo.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.