Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Iraque

Al-Fatah exige retirada das tropas dos Estados Unidos

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto de Arquivo

A coalizão parlamentar Al-Fatah (Conquista) no Iraque exigiu a retirada total das tropas americanas do país, destacou a mídia internacional.

O chefe dessa aliança, Hadi al-Ameri, rejeitou qualquer permanência dos EUA no território, inclusive sob a cobertura de treinadores e conselheiros.

“Não aceitamos a presença de nem mesmo um soldado na base de Ain al-Asad, província do oeste do Iraque, e nem em al-Harir, na cidade de Erbil, no norte”, disse ele.

Uma crítica reproduzida pela Hispan TV relata um discurso de Al-Ameri, no qual especificou que, com os sacrifícios do povo, a nação prevaleceu sobre o terrorismo e nunca mais voltará.

Da mesma forma, ele advertiu que se as forças dos EUA continuarem no Iraque, elas devem enfrentar as consequências, disse o canal pan-árabe Al Mayadeen.

O também chefe das Unidades de Mobilização Popular (al-Hashd al-Shaabi, em árabe) sugeriu que, caso sejam necessários treinadores ou conselheiros militares, seu contrato deve especificar local, número e missão.

As Unidades descrevem as tropas americanas como ocupantes, pois não esquecem que uma coalizão internacional liderada pelo Pentágono invadiu e ocupou o país em 2003 para derrubar o presidente Saddam Hussein.

Publicidade
Publicidade