Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Armas iranianas atingiram sauditas. Mas, de onde vieram?

Bartô Granja, Edição

Militares sauditas anunciaram nesta quarta-feira, 18, que os mísseis e drones que atingiram instalações da petrolífera Aramco são de origem iraniana. Admitiram, porém, que não podem provar se os ataques partiram do Irã ou do Iêmen – este país enfrenta uma coalizão armada liderada pela Arábia Saudita.

Foram apresentados a jornalistas, durante entrevista, restos de um míssil de cruzeiro e veículos aéreos não tripulados da Delta Wing (UAV). “A investigação mostrou que o tipo de drone é Delta Wing, e as informações obtidas pelo ministério indicam que a tecnologia do drone é iraniana”, disse o porta-voz do departamento coronel Turki al-Maliki.

O ataque às instalações petrolíferas sauditas, garantiu o militar, foi “inquestionavelmente patrocinado pelo Irã”. “O ataque foi lançado do norte e inquestionavelmente patrocinado pelo Irã”, disse ele em entrevista coletiva. “Estamos trabalhando para saber o ponto exato de lançamento”, acrescentou.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente