Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


O preconceituoso

Bolsonaro veta lei e facilita ataques a mulheres

Publicado

Foto/Imagem:
Pontes de Miranda Neto II

Em meio a nova onda de violência contra o denominado sexo frágil, internautas fazem circular em redes sociais e grupos de WhatsApp decisão de Jair Bolsonaro, de dois anos atrás, que vetou integralmente uma proposta obrigando profissionais de saúde a registrar no prontuário médico da paciente e comunicar à polícia indícios de violência contra a mulher. O Ministério da Mulher, e o da Saúde, justificou o presidente à época, manifestaram-se pelo veto  alegando contrariedade ao interesse público. Então tá. Mas não fosse esse gesto com ares preconceituosos, a situação poderia ser bem diferente.

Publicidade
Publicidade