Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Procurando um lar

Casal de irmãos procura pais adotivos carinhosos

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição - Foto Divulgação

Ruth (9) e Daniel (11) são um dos grupos de irmãos que aguardam pela adoção no DF. Eles sonham em poder ser adotados juntos por uma família que lhes dê respeito, carinho, amor e felicidade, e já têm até um passeio em mente para fazerem juntos: ir ao parque. O casal de irmãos integra a nova fase do Em Busca de um Lar, programa de sensibilização para adoção fora do perfil clássico desenvolvido pela Vara da Infância e da Juventude.

O Em Busca de um Lar visa aumentar a chance de adoção daqueles que não costumam ser a escolha óbvia dos pretendentes habilitados – adolescentes e crianças mais velhas, que pertencem a grupos de irmãos, pessoas com deficiência ou graves problemas de saúde.

Para alcançar esse objetivo, o programa trabalha com a busca ativa, isto é, a procura proativa por famílias em condições legais de adotar. Hoje, 85% das famílias habilitadas a adotar no DF estão abertas a acolher crianças só até os 3 anos, sendo que elas representam menos de 10% do cadastro de quem aguarda adoção.

Aventuras em família
Uma das várias coisas que unem os irmãos Ruth e Daniel é o gosto por filmes de aventura, como os de Jackie Chan. Os dois também gostam de passeios na natureza e acham que seria legal poder fazer isso em família. A irmã mais nova é descrita pelo irmão como uma menina legal e gentil. Já Ruth descreve Daniel como engraçado, gentil e amoroso.

Na escola, Daniel conta que gosta de estudar Matemática, uma vez que a matéria está em tudo na vida. Ruth prefere Artes, porque ama desenhar, além de História e Geografia, porque diz aprender e entender com essas matérias as coisas que acontecem no mundo. Quando não estão estudando, os dois gostam de jogar futebol e queimada.

Ruth também aproveita para desenhar e assistir a filmes que vão desde os clássicos das princesas, como Cinderela, a Detetives do Prédio Azul, que a diverte com a trama de investigação. Daniel usa o tempo livre para soltar pipa e ver desenhos de ação, como Naruto e Pokemon. Para o futuro, além de estarem em uma família, os dois pensam em algumas profissões. Daniel quer ser policial; Ruth, advogada e, quem sabe, modelo ou cantora.

Se você já é habilitado para adoção no DF e deseja saber mais sobre Ruth e Daniel, entre em contato com a VIJ-DF mandando sua mensagem pelo WhatsApp para o número (61) 99272-7849 ou para o e-mail [email protected]

Publicidade
Publicidade