Curta nossa página


Ilhas em disputa

China ‘manda’ Japão deixar suas águas territoriais

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição, com Sputniknews - Foto Reprodução

O governo de Pequim exigiu do Japão nesta terça, 28, que “pare imediatamente as atividades ilegais” nas águas das disputadas Ilhas Diaoyu, no Mar da China Meridional, também conhecidas como Ilhas Senkaku. O anúncio foi feito pelo Comando Aeronaval e pelo Exército chinês.

O comando disse que vários navios japoneses entraram nas águas das ilhas Diaoyu, na China, no início do dia, enquanto os navios da guarda costeira chinesa tomaram as medidas de controle necessárias a manter ‘os invasores’ longe, alertando a armada japonesa ‘a deixar a região’.

“Não podemos permitir provocações que levem a incidentes sem retorno”, enfatizou a China, enfatizando a necessidade da imediata de deixarem águas territoriais legalmente chinesas”.

“Queremos que o Japão para imediatamente todas as atividades ilegais nas referidas águas e garanta que tais incidentes nunca mais ocorram”, acrescentou o comando Aeronaval.

A China e o Japão mantêm uma disputa territorial pelas Ilhas Senkaku. Após a Segunda Guerra Mundial, as ilhas foram controladas pelos Estados Unidos e depois entregues ao Japão em 1972.

Pequim discorda da decisão, lembrando que as ilhas foram marcadas como território chinês nos mapas japoneses de 1783 e 1785. O conflito intensificou-se em 2012. depois que as autoridades japonesas compraram cinco ilhas de um proprietário privado japonês.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.