Curta nossa página


Reintegração na OAB

Decisão judicial é para ser cumprida. E pronto

Publicado

Autor/Imagem:
Pontes de Miranda Neto II

O Sindicato dos Empregados em Conselhos e Ordens de Fiscalização Profissional e Entidades Coligadas e Afins do Distrito Federal, aplaudiu a decisão da Justiça do Trabalho que anulou a dispensa sem justa causa e determinou a reintegração no cargo ocupado por uma servidora da OAB-DF. Para o TRT, houve falha no cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho para o biênio 2020/2022, na medida em que não foi preservado o amplo direito do contraditório. A OAB-DF procurou à época, justificar a demissão pela necessidade de ajustes financeiros durante a pandemia. No entanto, segundo a defesa, um balanço nas contas da instituição não comprovariam a alegação. A decisão pode até acirrar o ambiente eleitoral já instalado na OAB-DF. Advogados que decidiram fazer oposição ao projeto de reeleição de Délio Lins e Silva Júnior, já subiram o tom das críticas. Mas os aliados do atual presidente minimizam os efeitos no processo eleitoral. Se houve erro, afirmam, foi corrigido. E justiça existe para isso. O importante é cumprir a decisão judicial e seguir em frente.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.