Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Defesa Civil monta estratégia contra chuva

Daniela Brito

Quando o assunto é período de chuvas, o Governo do Distrito Federal não mede esforços de prevenção para evitar – ou ao menos minimizar – problemas em decorrência do mau tempo. Neste sentido, diversos órgãos governamentais se uniram à Defesa Civil na sede do órgão para definir estratégias e ações de enfrentamento a possíveis desastres.

Subsecretário de Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Segurança Pública, o coronel Sérgio Bezerra reafirmou a disposição do poder público em amparar a população em situações de calamidade. “É importante que a comunidade do DF saiba que existe uma preocupação do governo em melhor se organizar para dar uma boa resposta a uma possibilidade de desastre. Nós não queremos que aconteça. Mas, se acontecer, estaremos todos alinhados e em sintonia”, garantiu na ocasião.

“Há dez anos estou à frente deste trabalho. E, neste ano, percebo que a atual gestão tem uma preocupação diferenciada. Vejo comprometimento da equipe para minimizar problemas. Eu tenho certeza de que isso vai resultar em um menor dano material, humano e ambiental quando ocorrer o forte período chuvoso”, acrescenta o coronel Sérgio Bezerra.

Participaram da reunião na Defesa Civil representantes das seguintes instituições: Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), Companhia Energética de Brasília (CEB), Detran/DF, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Civil e Agência Reguladora de Águas (Adasa). Também foram ao encontro membros da secretarias de Segurança Pública, das Cidades, de Obras, de Saúde e de Desenvolvimento Social.

A comunicação rápida e eficaz entre Defesa Civil e os demais órgãos públicos do DF foi o principal ponto da reunião. Em nome desta sintonia institucional, nos próximos dias será realizado um exercício simulado para testar a eficiência dos grupos envolvidos em termos de reação a desastres. O objetivo é que, uma vez detectados erros, ações de reparação sejam executadas com a antecedência necessária.

Regiões como Vicente Pires, Arniqueiras, Sol Nascente, Pôr do Sol, Vila Rabelo e Fercal serão monitoradas com mais atenção pela Defesa Civil. A recomendação é de que os moradores dessas áreas observem a evolução de erosões, trincas, fissuras e rachaduras em suas edificações. Em caso de constatação de quaisquer dessas ocorrências, recomenda-se o acionamento da Defesa Civil via telefone, por meio do número 199.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente