Curta nossa página


Campanha presidencial

Equador declara emergência após assassinato de Villavicencio

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução Sputniknews - Juan Montenegro/AP

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, anunciou nesta quinta-feira, 10, estado de emergência em todo o país por 60 dias após o assassinato do candidato presidencial Fernando Villavicencio.

“Declaro estado de emergência por 60 dias… A partir de agora, as forças armadas estão mobilizadas em todo o país para garantir a segurança dos cidadãos, a tranquilidade do país e eleições livres e democráticas”, disse Lasso em discurso à nação, transmitido pelo canal do governo presidencial no YouTube.

A data da eleição presidencial no Equador marcada para 20 de agosto não mudará, apesar da morter de Fernando Villavicencio, disse a chefe do Conselho Nacional Eleitoral, Diana Atamaint.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.