Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Estudantes japoneses fogem da crise em Hong Kong

Bartô Granja, Edição

Estudantes japoneses que cursam uma universidade em Hong Kong, onde vêm acontecendo confrontos violentos, começaram a retornar ao país em meio a contínuos tumultos causados por protestos.

A Universidade Chinesa de Hong Kong cancelou todas as aulas a duas semanas do fim do semestre, após confrontos violentos entre estudantes e policiais. Eles jogaram um contra o outro coquetéis molotov e gás lacrimogênio no campus.

Ichika Kita, de 19 anos, aluna da Universidade Sophia em Tóquio, estuda o idioma chinês na faculdade em Hong Kong desde agosto. Ela planejava ficar até meados de dezembro, mas antecipou o regresso e deixou a universidade na noite de quinta-feira.

Kita disse que teve que fazer as malas às pressas para deixar o local após ser avisada, repentinamente, que o dormitório seria fechado. Ela afirmou que o campus se transformou em um campo de batalha e que os alunos estavam ajudando os feridos.

Segundo Kita, muitos estudantes diziam que a polícia poderia efetuar busca na universidade em breve. Ela disse que muitas barricadas foram instaladas e que os alunos se preparavam para lutar até o fim. Kita afirmou que estava preocupada com os amigos e estudantes da universidade, após a saída de todos os alunos estrangeiros.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente