Curta nossa página


Artrose

Experiência faz idoso aceitar as dores do corpo

Publicado

Autor/Imagem:
André Montanha - Foto Reprodução/Fisiostorie

Nas manhãs enevoadas da vida, o velho sábio desperta com um companheiro indesejado: a artrose. Seus ossos, outrora ágeis, agora murmuram histórias de tempo e desgaste. Cada passo é uma dança dolorosa com a memória de dias em que a juventude não conhecia limites.

As articulações, antes coreógrafas de movimentos graciosos, tornaram-se relatos crônicos de uma batalha constante. A dor, um fiel narrador, ecoa pelos corredores do corpo, recordando o preço pago pelos anos de experiência. É um capítulo que se desdobra lentamente, mas com uma intensidade que nenhum livro poderia descrever.

O velho enfrenta o dilema diário entre a vontade de explorar o mundo e a necessidade de encontrar conforto em repouso. Cada sussurro das suas articulações é um lembrete de que a mobilidade agora é um privilégio conquistado, não um direito inquestionável.

Mesmo assim, em sua jornada pela vida, ele não é derrotado. Encontra coragem nas cicatrizes de um corpo envelhecido, transformando a dor em uma sinfonia silenciosa de resiliência. Os dias podem ser nublados, mas o espírito permanece inquebrantável, tecendo a teia da experiência ao redor da dor persistente.

Nas noites tranquilas, o velho contempla as estrelas, e sua alma, como um observador sábio, reflete sobre as histórias contadas por cada linha em seu rosto e cada junta cansada. A artrose pode ter marcado seus ossos, mas não apagou o fulgor da chama queimando dentro dele.

Em meio às dores que dançam em sua carne, o velho descobre um poder sereno na aceitação. A artrose pode ser uma sombra persistente, mas ele é a luz que molda sua própria narrativa. E assim, entre os lamentos silenciosos das articulações, ele escreve sua crônica de resistência, transformando a dor em poesia e o tempo em uma canção eterna.

*Aos nossos leitores: Notibras abriu este espaço editorial para o segmento PcD. Para que possamos interagir, mostrarmos que somos pessoas comuns. Encaminhe sugestões, mande seus textos. Prometo que tudo será bem recebido e aproveitado. Meu WhasApp é +55 61 98425-4895.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2024 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.