Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Palavra de PO

Experiência indica caminhos certos rumo ao futuro

Publicado

Foto/Imagem:
Jorge Eduardo Antunes* - Foto Divulgação

O empresário Paulo Octávio encerrou a programação do evento Infusão Experience, realizado no Royal Tulip Hotel. Em palestra para mais de 500 empresários, ele falou das oportunidades ainda existentes na capital e dos caminhos que jovens empreendedores devem seguir para ter sucesso. E deu conselhos a quem pensa em empreender. “O melhor patrimônio que um empresário tem é seu conceito, na cidade, na sociedade. Manter isso é fundamental”, destacou, no início da exposição.

Ele também fez uma análise do cenário político atual, recomendando que empreendedores esqueçam a “insegurança natural do momento” para focar no negócio. “É importante centrar forças no planejamento para 2023. As mudanças de poder alteram pouco a vida do empreendedor, pois somos os maiores geradores de emprego do País”, comentou, citando os 50 milhões de postos de trabalho gerados pela iniciativa privada, contra os 10 milhões do setor público. “Vem aí 2023 e com ele um grande momento para realizar metas”, acrescentou. “O Brasil é muito grande e tem um potencial enorme. Nada de pensar em ir para Portugal e EUA. Esse é o País para quem quer trabalhar”, aconselhou.

Paulo Octávio criticou fortemente o papel do sistema financeiro nacional, por conta das altíssimas taxas de juros praticadas. “Eu sempre fugi de banco. O sistema financeiro parece ser inimigo do setor produtivo. A PaulOOctavio sempre teve endividamento zero e é difícil irmos aos bancos. Acho até que isso é um erro que existe no Brasil, pois vi muitos empresários se endividarem e falirem”, disse, comparando o papel dos nossos bancos com o realizado pelas instituições financeiras norte-americanas, que têm taxas mais atraentes e que “jogam em favor da economia e do setor produtivo”, como ele mesmo comentou.

Ele também fez uma análise completa da situação imobiliária e fundiária de Brasília e cidades, indicando caminhos para novos bairros, citando o Recanto das Emas, o Jóquei Clube e a área do Exército atrás da antiga rodoferroviária. “Estes são os bolsões mais indicados para ocupação regular nos próximos dez anos”, avaliou, ao responder uma das perguntas da plateia, destacando ainda que a cidade tem diferenciais que outras capitais não possuem. “Brasília é uma cidade com economia maravilhosa e diferenciada. Temos incentivos que outros estados não têm”, afirmou, lembrando o trabalho para a aprovação do Fundo Constitucional do DF. “Isso ajuda muito a cidade, que paga bons salários”, completou.

Paulo Octávio fez ainda uma defesa do imóvel como investimento e, ao mesmo tempo, construção de patrimônio, dando exemplos de valorização, como o ocorrido em Águas Claras. Deu, também, dicas importantes sobre a segurança que os profissionais do mercado devem ter me mãos para informar aos seus clientes. E recomendou a perseverança e dedicação como palavras-chave aos empreendedores.

Publicidade
Publicidade