Curta nossa página


Maldição de Arruda

Flávia vira laranja murcha e Celina cria asas para o Buriti

Publicado

Autor/Imagem:
José Seabra - Foto Reprodução/Alô Alô Bahia

Imagens e roteiro obtidos por Notibras indicam que está em andamento um remake da velha política brasiliense. O cenário agora é a terra de Nosso Senhor do Bonfim. A principal personagem é Flávia, que foi arruda, tentou virar nogueira e acabou literalmente como laranja da (e na) Bahia, com sabor de lima.

Como também na política nada se cria e tudo se copia, a novela, com três ou quatro capítulos, caminha para um epílogo trágico. O prefácio, porém, é alentador. Faz lembrar sucesso de José Mauro de Vasconcelos. Flávia se inspira em Zezé, garoto que, embora pobre, é dono de uma rara e sensível inteligência. Carente de afeto, sai fazendo travessuras. Até que, distante de um buriti, descobre e faz brotar uma laranja, lima que seja, mas podre.

Neste primeiro capítulo, Flávia volta a ser empoderada com a suposta bênção de todos os santos. Sentindo-se em terra firme, passa a voar alto a bordo de um jatinho particular com a logomarca do Banco Master. Decola de Salvador e aterrissa em cidades como Rio, São Paulo e Goiânia, onde distribui cestas básicas pagas pelo erário dessas cidades.

Aos poucos, lhe vem a alcunha de Alpinista Social. O avião bancado pelo cofre forte do Master tenta pousar em Brasília, mas a torre de controle de navegação do JK fecha a pista e nega baldeação. É então que surge uma nova personagem. Brota forte como uma semente de buriti, mesmo que plantada em plena rocha. Mostra as garras de uma leoa vitoriosa que abre caminho no cerrado para se empoderar ainda mais em 2026.

Atende pelo nome de Celina. Os prudentes abrem espaço. E quem ergue tijolo por tijolo num desenho mágico, fornece o concreto para a construção de uma grande obra. As costas de um Rui, que não é Barbosa, ficam trincadas com ataques furtivos de Vagner, semelhante àquele grupo mercenário russo que está sempre de carona como se master também fosse.

Augusto, que virou um Flávio alma-gêmea de Flávia, sente-se perdido, temendo invasão da sua alcova por forças estranhas. Zé Roberto, que aprendeu e ensinou a dar sacadas certeiras, fica de olho aberto. Quem não se avexa é Celina. Ela sabe que em 2026 a lagarta terá virado uma bela borboleta para pousar suavemente no buriti.

Como se disse acima, são três ou quatro capítulos desse remake. O segundo será publicado na quarta, 29.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.