Curta nossa página


Competitividade em alta

Governo anuncia investimentos de 300 bi para parque industrial

Publicado

Autor/Imagem:
Dora Andrade, Edição - Foto de Arquivo/Marcelo Camargo - ABr

O Brasil está dando mais um passo para modernizar e ampliar seu parque industrial. O vetor desse audacioso projeto foi anunciado nesta segunda, 22, pelo presidente Lula. Estão previstos investimentos de 300 bilhões no setor, no que se chamou de Nova Indústria Brasil. Os estímulos à inovação e à sustentabilidade em áreas estratégicas para investimento acontecerão ao longo dos próximos seis anos.

Segundo o Palácio do Planalto, haverá um “amplo diálogo entre o governo e o setor produtivo”, em direção à chamada neoindustrialização, com modernização e evolução da indústria. Para Lula, está sendo trilhado um caminho seguro na formulação de políticas e diretrizes voltadas ao desenvolvimento econômico, social e sustentável do país.

“Tenho dito que a capacidade de trabalhos apresentados pelo Conselhão foi tão extraordinária que o que me preocupa é saber como conseguir implementar aquilo tudo que foi, ali, produzido intelectualmente. Agora, fico também surpreso com a participação do CNDI. Um país com essa quantidade de gente tão inteligente não precisa de inteligência artificial”, discursou o presidente.

Lula, no entanto acrescentou que as propostas apresentadas são apenas o começo de um desafio ainda maior. “O problema não termina aqui. Ele começa aqui. Temos agora 3 anos pela frente, para termos uma coisa concreta”, disse.

“Para se tornar mais competitivo, o Brasil tem de financiar algumas das coisas que ele quer exportar. Essa reunião mostra que finalmente o Brasil juntou um grupo de pessoas que vai fazer com que aconteça uma política industrial. E que muito dela virá por meio de parcerias entre a iniciativa privada e o poder público. Que a gente possa cumprir isso que a gente escreveu no papel”, pontuou.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2024 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.