Curta nossa página


Antártida

Gripe aviária ameaça focas, pinguins e outras espécies

Publicado

Autor/Imagem:
Egor Shapovalov/Via Sputniknews - Foto Divulgação

A mortal gripe aviária invadiu a Antártida, levantando graves preocupações para as populações isoladas de pinguins e focas que nunca tinham encontrado este vírus letal em qualquer momento anterior.

A Pesquisa Antártica Britânica (BAS) conduziu testes após detectar mortalidade inexplicável nas populações de aves na Ilha Bird. A gerente científica da BAS, Ashley Bennison, expressou tristeza com a confirmação da presença do vírus, afirmando que o impacto total permanece incerto.

A Ilha dos Pássaros, conhecida como um dos locais mais ricos em vida selvagem do planeta, abriga inúmeras espécies de aves ameaçadas de extinção, juntamente com 50 mil pares de pinguins reprodutores e 65 mil pares de focas.

A ilha está localizada na ponta noroeste da Ilha Geórgia do Sul, cerca de 600 milhas a sudeste das Ilhas Malvinas. Uma avaliação de risco realizada pelo Comitê Científico de Pesquisa Antártica identificou focas, leões marinhos, skuas e gaivotas como os mais vulneráveis ​​à doença, seguidos por pinguins, aves de rapina, bainhas e petréis gigantes.

Meagan Dewar, presidente da Rede de Saúde da Vida Selvagem da Antártica, alertou sobre a potencial “falha catastrófica na reprodução” que poderia devastar múltiplas espécies de vida selvagem na região.

O relatório sublinha a necessidade de programas contínuos de vigilância de doenças para identificar agentes patogénicos novos e emergentes, dada a preocupante chegada do H5N1 à Antártida. A rápida propagação do vírus pela América do Sul, abrangendo quase 6.400 quilómetros em três meses, foi largamente facilitada pelos padrões de migração das aves selvagens, tornando a sua chegada à Geórgia do Sul uma preocupação inevitável.

Após os testes positivos na Ilha Bird, o trabalho de campo envolvendo o manejo de animais foi temporariamente suspenso e estão sendo tomadas precauções rigorosas para evitar futuras transmissões.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.