Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Olho por olho

Irã executa ex-vice-ministro da Defesa por espionagem

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

O Irã executou Alireza Akbari, ex-vice-ministro da Defesa do país, após ser condenado à morte por acusações de espionagem para o Reino Unido. Ele era filho de ingleses. Ele foi acuado de “corrupção na terra e ataque à segurança interna e externa do país por meio de espionagem”.

O judiciário do Irã proferiu a sentença de morte para Akbari e sua sentença foi confirmada pela Suprema Corte após apelação do espião,

Akbari, um “espião-chave” e um dos “principais agentes” do MI6, de acordo com a Inteligência iraniana, forneceu dados sensíveis do país ao serviço de espionagem britânico em troca de quantias equivalentes a 1.805.000 euros.

O condenado era “um dos agentes mais infiltrados do serviço de espionagem do Reino Unido nos centros sensíveis e estratégicos do país”, que foi identificado e detido após um processo “longo e de multinível” que incluiu “operações de dissimulação ” e “contra-espionagem”.

A inteligência iraniana expôs o espião fornecendo-lhe informações falsas e explicou que, embora o MI6 tenha conseguido acessar Akbari “e recrutá-lo, eles certamente não sabem que parte da informação obtida é guiada e enganosa”.

O Ministério de Inteligência do Irã disse que está determinado a continuar seus esforços para identificar espiões inimigos e infiltrados em todos os níveis do aparato governamental e levá-los à justiça.

Publicidade
Publicidade