Curta nossa página


Da ficção à realidade

Irã inicia estudos para futura guerra quântica

Publicado

Autor/Imagem:
Andrei Dergalin/Via Sputniknews - Foto Reprodução

As autoridades iranianas anunciaram a criação de um centro de pesquisa de novos tipos de guerra que surgiram no século XXI. A proposta é explorar a guerra relacionada a áreas que incluem radar, domínios biológicos, sonoros e quânticos, de acordo com relatos da mídia local.

O analista militar iraniano Mohammad-Hassan Sangtarash disse que “tipos de guerra não padronizados envolvem novos métodos de guerra e novos tipos de armamentos”, e que alguns especialistas militares consideram tais tipos de guerra “mais eficazes do que os clássicos”.

“É por isso que foi criado um novo centro de pesquisa no exército iraniano, onde vários tipos e conceitos de guerra estão sendo pesquisados ​​e novos tipos de armamentos serão desenvolvidos”, disse ele.

Sangtarash observou especificamente a importância das tecnologias quânticas, argumentando que a capacidade da humanidade de “controlar sistemas quânticos (…) expande significativamente o uso de tecnologias quânticas em diferentes ramos das forças armadas e pode mudar a forma como as guerras são travadas”.

“Essas tecnologias podem ajudar a acelerar o processamento de dados, enquanto ondas de fótons (eletromagnéticas) podem ser usadas em vez de ondas de rádio para detectar aeronaves inimigas”, acrescentou.

Ao longo das últimas duas décadas, o Irã emergiu como uma potência militar formidável que tem à sua disposição um grande número de soldados bem treinados e uma vasta gama de armas fabricadas internamente.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.