Curta nossa página


Recuo tático

Itália para de fornecer armas a Israel com aumento da crise em Gaza

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição, com Sputniknews - Foto Reprodução

A Itália suspendeu o fornecimento de armas a Israel depois que o conflito entre o Estado judeu e o movimento palestino Hamas se intensificou, disse o vice-primeiro-ministro e ministro das Relações Exteriores italiano, Antonio Tajani.

Tajani comentou as declarações da líder do Partido Democrata da oposição italiana, Elly Schlein, que anteriormente apelou ao governo para interromper o fornecimento de armas ao Médio Oriente, “especialmente a Israel”, para não alimentar os conflitos em curso no país.

“A Itália parou de enviar qualquer tipo de armas para Israel desde o início da guerra de Gaza. Está tudo bloqueado. O período em que a maior parte das armas foram enviadas para Israel foi durante o governo do [ex-primeiro-ministro italiano Giuseppe] Conte. Mas com o eclosão das hostilidades, suspendemos todas as entregas de sistemas de armas e equipamento militar de qualquer tipo”, disse Tajani numa entrevista ao jornal italiano Quotidiano Nazionale, publicada na sexta-feira.

Em 7 de outubro de 2023, o Hamas lançou um ataque com foguetes em grande escala contra Israel a partir da Faixa de Gaza, enquanto os seus combatentes violavam a fronteira, abrindo fogo contra militares e civis. Como resultado, mais de 1.200 pessoas em Israel foram mortas. Israel lançou ataques retaliatórios, ordenou um bloqueio total de Gaza e lançou uma incursão terrestre no enclave palestiniano com o objectivo declarado de eliminar os combatentes do Hamas e resgatar os reféns. Mais de 24.900 pessoas foram mortas até agora em Gaza como resultado de ataques israelenses, disseram as autoridades locais.

Em 24 de Novembro, o Qatar mediou um acordo entre Israel e o Hamas sobre uma trégua temporária e a troca de alguns dos prisioneiros e reféns, bem como a entrega de ajuda humanitária à Faixa de Gaza. O cessar-fogo foi prorrogado várias vezes e expirou em 1º de dezembro.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.