Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Itália vira país-fantasma por conta do coronavírus

Bartô Granja, Edição

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, aumentou nesta quarta-feira (11) as restrições de isolamento imposto ao país para combater o surto de coronavírus, depois que dados mostraram que a Itália registrou a maior alta diária no número de mortos de qualquer país desde o início da epidemia.

Em um pronunciamento televisionado ao país, Conte disse que todas as lojas ficariam fechadas, com a exceção de supermercados, lojas de alimentos e farmácias, e anunciou que as empresas devem fechar todos seus departamentos que não sejam essenciais para a produção.

Serviços como salões de beleza e cabeleireiros também serão fechados, assim como todos os bares e restaurantes. Cantinas de empresas podem continuar abertas se elas puderem garantir que os clientes estejam a pelo menos 1 metro de distância um do outro.

“Conseguiremos ver os efeitos desses grandes esforços apenas em algumas semanas”, disse, em referência aos boletins diários que anunciam o número de novos casos e mortes.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente