Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Só enganação

Leandro apresenta celeiro de problemas no DF

Publicado

Foto/Imagem:
Pretta Abreu - Foto Divulgação

Basta chover – e as chuvas mal começaram – e todo o Distrito Federal vira de cabeça para baixo, especialmente no que diz respeito à comodidade do povo. E isso Leandro Grass mostrou nesta quinta-feira (22), no Sol Nascente, onde pôde ver de perto os problemas de infraestrutura enfrentados pela população. Por conta da inundação da via principal do Trecho III, o candidato da Federação Brasil da Esperança ao Palácio do Buriti foi obrigado a interromper a caminhada que fazia ao lado de moradores e comerciantes locais.

“O Sol Nascente, da mesma forma como outras localidades do DF, precisa urgentemente de diversas obras de infraestrutura, para melhorar a drenagem da água das chuvas, recuperar as calçadas e o asfalto das ruas, e resolver outros problemas causados pela omissão do governo e pela total ausência do Estado”, explicou Leandro.

No momento em que Leandro Grass caminhava pela via, a água começou a subir nas calçadas e invadiu as casas e o comércio da região. Em um dos trechos em uma rua residencial não havia sequer asfalto. “Nada mudou nos últimos quatro anos, não houve qualquer melhoria na avenida central nem nas ruas das quadras, apesar de ter uma placa dizendo que tudo está bem por aqui”, disse o candidato.

Para Leandro Grass, os problemas enfrentados no período das chuvas pela população de diversas regiões do DF, como Vicente Pires, Por-do-Sol e Sol Nascente, é resultado da falta de investimentos do governo na captação de águas pluviais, em drenagem e limpeza dos bueiros e na manutenção das vias e da infraestrutura urbana.

“Esse é um governo que alardeia as obras que faz, mas elas são caras, não melhoram a vida do povo, não atendem às necessidades da população, principalmente das pessoas mais vulneráveis”, criticou. “A cidade está crescendo e o governo não tem planejamento urbano, nem possui um plano de ordenamento territorial, nenhum plano de ocupação do espaço público, nem de obras de infraestrutura”.

O candidato destacou que pretende ajustar o que deixou de ser feito até agora. “Vamos investir na urbanização e no saneamento, na iluminação pública e limpeza das ruas. Queremos organizar a ocupação de espaços públicos, além de criar praças, jardins e espaços de lazer”, detalhou. “Para isso, vamos promover o desenvolvimento de forma descentralizada e sustentável e garantir que a cidade se desenvolva com transporte público de qualidade, também”.

Leandro Grass explicou que Brasília foi projetada como a capital do futuro para todos os brasileiros e brasileiras, mas que a segregação espacial socioeconômica e o crescimento populacional geraram Regiões Administrativas à margem do desenvolvimento integral, humanizado e sustentável.

“Nesse quadro, na maioria dos casos o transporte público, a infraestrutura urbana e os equipamentos públicos chegaram depois das moradias, ou nem chegaram. Como consequência, empregos formais, serviços públicos, lazer e cultura estão até hoje concentrados no Plano Piloto”, disse.

Por isso, o candidato se comprometeu a melhorar o transporte público e reduzir o tempo de deslocamento, além de oferecer infraestrutura para impedir, por exemplo, que o caos se instale toda vez que chove.

O eventual governo de Leandro Grass pretende investir em habitações para famílias de baixa renda e viabilizar a participação de pequenas e médias construtoras, nas concorrências. “Vamos buscar, incansavelmente, soluções para garantir vida digna, com infraestrutura pública, para as famílias que moram em situação de extrema vulnerabilidade”, garante Leandro, que vai, ainda, realizar campanhas de educação sobre a regularização fundiária, além de investir na fiscalização, para evitar que a máfia da grilagem continue a atuar.

Publicidade
Publicidade