Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Luis Miranda continua enrolado, avalia o MP

Bartô Granja, Edição

Aos olhos do Ministério Público, Luis Miranda – aquele deputado federal que foi eleito por Brasília mesmo morando nos Estados Unidos – não toma jeito. E para tentar por um fim de uma vez por todas em supostas tramoias, o parlamentar do DEM acaba de ser denunciado por estelionato. A Justiça ainda não se manifestou se aceita ou não a acusação.

Junto com Luis Miranda também foram denunciadas outras duas pessoas pelo mesmo crime de estelionato. São Halison Ribeiro Vitorino e Eurico Cândido de Miranda. O trio teria usado cheques falsos para saldar dívidas em 2010. O deputado se defende. Diz que isso é um devaneio e que provará sua inocência.

O caso ocorreu em 2010. Segundo a acusação, Halison alugou um imóvel em Taguatinga e apresentou o hoje deputado Luis Miranda como fiador. Durante a vigência do contrato, os dois não teriam arcado com os valores dos alugueis, o que motivou uma ação de despejo movida pela proprietária  do imóvel.

De acordo com o MP, após a instauração do processo, o terceiro denunciado, Eurico de Miranda, procurou a empresa a mando do deputado e de Halison, com o objetivo de fazer um acordo. Os denunciados aceitaram pagar o valor de R$ 11,5 mil em dois cheques. De acordo com o MP, um deles, no valor de R$ 7,5 mil, em nome de pessoas não relacionadas ao negócio. O segundo teria sido emitido pela Fitcorpus, clínica de estética fundada por Luis Miranda. Um cheque estava sem fundos. Outro, era falso – aponta o Ministério Público.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente