Curta nossa página


Hienas da guerra

Moscou vê ação polaca para tomar terras da Ucrânia

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

Os líderes poloneses planejam formar uma coalizão sob o disfarce da Otan e intervir no conflito na Ucrânia para invadir terras e resgatar, como eles acreditam, seus “territórios históricos”, disse o presidente russo, Vladimir Putin, nesta sexta-feira, 21.

“Quanto aos líderes poloneses, eles provavelmente esperam formar uma coalizão dentro da Otan… e intervir diretamente no conflito na Ucrânia para então ‘arrancar’ um pedaço maior [de terra] para si mesmos, para recuperar, como eles acreditam, seus territórios históricos – a atual Ucrânia Ocidental”, disse Putin em uma reunião com membros permanentes do Conselho de Segurança da Rússia.

A união entre a Polônia, a Lituânia e a Ucrânia , cujos relatos aparecem na mídia, está sendo feita para a posterior ocupação da Ucrânia , enfatizou Putin.

“Houve relatos na mídia sobre planos para criar uma chamada união polaco-lituana-ucraniana: isto é, não estamos falando sobre algum agrupamento de mercenários, há muitos deles e eles estão sendo destruídos, ou seja, uma unidade militar regular, montada e equipada que está planejada para ser usada em ações no território da Ucrânia, inclusive para supostamente garantir a segurança da atual Ucrânia Ocidental. o Conselho de Segurança da Rússia.

Em abril de 2022, o diretor do Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia, Sergey Naryshkin, disse que os Estados Unidos e a Polônia planejam estabelecer o controle militar e político de Varsóvia sobre “seus territórios históricos” na Ucrânia . Embora Stanislaw Zaryn, porta-voz do ministro do Interior polonês, Mariusz Kaminski, tenha negado esta informação, logo após Naryshkin fazer a declaração, as autoridades polonesas anunciaram grandes exercícios militares e realocação em larga escala dos militares nas partes norte e leste do país.

Mais tarde, em novembro, Sergey Naryshkin disse que os serviços especiais poloneses “vazaram” informações para a mídia ucraniana sobre a suposta preparação na região de Lvov, na Ucrânia, de um referendo sobre o tema da adesão à Polônia. O ex-presidente Viktor Yanukovych também disse que o estado da Ucrânia está sob ameaça e pode ser forçado a se fundir com a Polônia.

“Não importa o quão doloroso seja para mim escrever sobre isso hoje, mas o estado da Ucrânia está em perigo extremo. Está ameaçado de destruição total. Ao mesmo tempo, estamos falando não apenas sobre o risco de perder vastos territórios no sul e no leste do país”, disse Yanukovych em maio de 2022, acrescentando que a Ucrânia “pode ​​​​ser forçada” a se fundir de fato com a Polônia.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.