Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Evitando o pior

Parque de Águas Emendadas recebe ação de queima controlada

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição - Foto Divulgação

A Estação Ecológica de Águas Emendadas, administrada pelo Instituto Brasília Ambiental, localizada em Planaltina, recebeu nesta semana uma ação de queima controlada, que deu fim a um quantitativo considerável de gramíneas exóticas. A prática foi feita pelos brigadistas florestais da autarquia e teve o objetivo de livrar a unidade de conservação das plantas invasoras que, naturalmente, são materiais combustíveis.

“Aproveitamos uma janelinha de sol, nesses dias que já começam a ser chuvosos, nos organizamos com os brigadistas e fizemos a queima controlada. Nela, colocamos o pinga-fogo na palhada que queríamos eliminar, e deixamos o fogo agir até certo ponto, para que não avançasse”, explica o administrador da Esecae, Gegisleu Darc Jacinto.

Ao todo, a área limpa da estação ecológica somou oito hectares. A ação envolveu 15 brigadistas. O resultado positivo da queima controlada é que, mesmo voltando o capim exótico devido ao período chuvoso, ele não terá semente.

A administração da estação comemora o fato de a unidade ter passado pelo período da seca deste ano, quando são comuns incêndios florestais, com apenas um registro de foco de incêndio. A Diretoria de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Apcif) atribui o bom desempenho na Esecae, com relação a incêndios, ao trabalho preventivo desenvolvido pelo instituto, com a realização de aceiros negros e aceiros mecânicos antes da época mais severa da seca.

Publicidade
Publicidade