Curta nossa página


Poetisa angolana

Paula Tavares vai participar do clube de leitura CCBB

Publicado

Autor/Imagem:
Ana Cristina Campos – Foto Divulgação

Maior referência viva em poesia da Angola, a poetisa e historiadora Paula Tavares vem ao Brasil na quarta-feira (6), especialmente para a edição que fecha o Clube de Leitura CCBB 2023, que este ano homenageou os escritores lusófonos. A pesquisadora, ensaísta, cronista e romancista conversará com o público sobre o seu livro Manual Para Amantes Desesperados, escolhido em votação aberta.

Além do seu percurso poético de excelência, a curadora Suzana Vargas explica que o desejo de ter Paula Tavares nos encontros do CCBB se deu porque já estava na hora apresentar ao público brasileiro a principal voz poética feminina de Angola.

“Sua poesia de forte lirismo vem nos contar ou cantar não somente suas escolhas existenciais e amorosas, mas denunciar em quais situações histórico-políticas ela acontece. Tanto na sua prosa como na sua poesia”, contou, em nota, Suzana Vargas, que também é mediadora dos encontros.

Nascida em Lubango, província da Huíla, Paula contou, por e-mail, que todo o sul de Angola, o planalto e a descida até ao mar são as suas geografias. “Guardo de memória a cor das rochas e dos diferentes solos. Guardo cada planta, as flores e os frutos como remédios e cura no cesto de adivinhação. Cada palavra que evoca o cheiro, o som das folhas, o voo dos pássaros me é necessária para a lavra dos poemas. Viver ali durante a infância e juventude foi como estar fechada num sítio belo e injusto até poder falar”, escreveu Paula.

Sobre se considerar uma escritora feminista, ela disse que os rótulos lhe são difíceis. “Mas é o universo das mulheres que eu conheço melhor. Como poderia escrever sobre outras coisas? Como poderia entender as dores do crescimento, a solidão pesada dos filhos, o significado profundo de cuidar se não trabalhasse com os instrumentos (fontes, palavras, grito) que esses universos me oferecem. Se isso é ser feminista, sou sim sempre numa luta que não acaba”.

Clube de Leitura CCBB
Segundo Suzana Vargas, o balanço da edição de 2023 do Clube de Leitura CCBB é o melhor possível e levou ao projeto um público ávido por conhecer ou reconhecer alguns dos mais importantes autores da língua portuguesa.

“Além de autores de expressão universal, como Mia Couto e José Eduardo Agualusa, passaram por aqui alguns dos principais nomes da literatura nacional, como Conceição Evaristo e Milton Hatoum, e tivemos a alegria de apresentar ao nosso público importantes autores das regiões Norte e Nordeste, como Eliakin Rufino e Cida Pedrosa, para citar apenas alguns. O resultado foi uma programação plural em gênero (poetas, prosadores) e que manteve a qualidade que já caracteriza nosso Clube de Leitura”, lembra.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.