Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Poligamia celestial

‘Profeta’ de igreja mórmon preso com um harém de adolescentes

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

Imagens produzidas pela polícia numa operação que resultou na prisão de um autodenominado “profeta” que praticava poligamia surgiram nas redes sociais esta semana, provocando alvoroço e indignaçõ entre americanos. A prisão, ocorrida no Arizona, ganhou destaque na mídia com a revelação de documentos judiciais federais que esclarecem o assunto.

Samuel Bateman é um ex-membro da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (FLDS), uma ramificação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias comumente conhecida como Igreja Mórmon.

Tendo se separado da antiga seita, Bateman formou seu próprio grupo e se proclamou profeta em 2019. Ele vivia com ao menos 20 1esposas1, muitas delas meninas menores de idade.

Bateman, segundo a polícia, promoveu atos sexuais envolvendo menores e deu esposas como presentes a seus seguidores do sexo masculino.

Os policiais prenderam Bateman na cidade de Flagstaff, no Arizona, depois que as autoridades descobriram que ele estava dirigindo várias meninas menores de idade em um trailer sem ventilação.

Bateman se declarou inocente das acusações de abuso infantil e de adulteração de evidências, com seus seguidores alegando que as acusações feitas pelas autoridades federais são falsas.

Três das esposas de Bateman também foram acusadas de sequestro e impedimento de um processo previsível depois que oito meninas associadas ao grupo do “profeta” escaparam da custódia do estado no Arizona para serem encontradas no estado de Washington.

O vídeo a seguir é longo (29 minutos) e o áudio é em inglês:

Publicidade
Publicidade