Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mais um passo

PSD-Afro quer ajudar PO a chegar ao Palácio do Buriti

Publicado

Foto/Imagem:
Pretta Abreu , Edição- Foto Reprodução

Candidato do PSD ao governo do Distrito Federal, Paulo Octávio deu mais um passo rumo ao Palácio do Buriti, ao participar da fundação do PSD-Afro do Distrito Federal. O evento ocorreu na sede nacional do partido e contou com representantes do movimento, que falaram das dificuldades diárias e da necessidade de maior atenção que os afrodescendentes precisam na capital. No fim da reunião, Paulo Octávio recebeu, assinou e vestiu uma camisa de representação do grupo. A presidência do PSD-Afro no DF será exercida por Ronaldo Silva, pesquisador, gestor e empresário.

“Hoje estamos vivendo um momento histórico com a criação do PSD-Afro no DF. Daqui vamos nos ramificar para todo o Brasil e falar mais alto. Já estamos em ambientes artísticos e acadêmicos. Agora, estamos na política para sermos ouvidos e termos acesso para a população negra nos hospitais, escolas e órgãos públicos”, disse Ronaldo Silva, que deu seu apoio à candidatura de Paulo Octávio ao GDF. “Sou PO pelo empreendedorismo que ele representa”, completou. Aplaudido, PO ressaltou que Brasília precisa ser “uma cidade mais humana e ter uma participação efetiva nos aspectos raciais”.

O corretor de imóveis Gabriel Alves também se filiou ao PSD-Afro na solenidade e deu seu apoio ao candidato do partido ao GDF. “O Paulo Octávio abraçou a nossa cor, ao jovem e à mulher negra. Hoje estamos fazendo história”, disse. “No nosso sistema carcerário, 70% são jovens negros. A segurança pública precisa olhar para a periferia, e é isso que o PSD-Afro vai fazer. Estamos aqui para trabalhar com administração e políticas públicas. Cansamos em ter jovens negros presos por falta de infraestrutura. Não há como comparar o saneamento básico da Estrutural com o do Lago Sul. Como pode o preto crescer em uma cidade sem infraestrutura?”, questionou.

Para a decoradora e design floral Thais Brasileiro, “PO tem um olhar sensível para as mulheres e, nós negras, somos multipotenciais, multidimensionais e multifacetadas”. Desde mais jovem, ela enfrentou situações desagradáveis e que a levaram a sofrer. “Já me senti fracassada e julguei que não tinha potencial ou inteligência, por isso não poderia estar nos lugares de poder ou ser empresária e alcançar meus objetivos e sonhos. Hoje, aos 29 anos, consegui descobrir meu potencial. Por isso, é importante a criação PSD-Afro, pois precisamos olhar para nossas raízes e ancestrais, que são de muita força e garra. Por isso, podemos, sim, estar em lugares de poder”, destacou.

Publicidade
Publicidade