Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Dia da Vitória

Putin cita ‘ameaça nazista’ para invadir a Ucrânia

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto Divulgação

O presidente russo, Vladimir Putin, parabenizou o povo das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (DPR e LPR) neste domingo, 8, nas comemorações do 77º aniversário da vitória da então União Soviética na Segunda Guerra Mundial contra o Terceiro Reich de Adolfo Hitler. Lutam, enfatizou, “para libertarem a região do nazismo, assim como seus ancestrais fizeram na Grande Guerra Patriótica.”

Putin também expressou confiança de que, assim como em 1945, “o povo do Donbass prevalecerá e será vitorioso”, acrescentando que a operação militar na Ucrânia “é para evitar o ressurgimento do nazismo , que trouxe tanto sofrimento e aflição no passado para as pessoas em muitos países.”

“Temos que preservar e transmitir à nossa posteridade a verdade sobre os eventos da [Segunda Guerra Mundial], nossos valores espirituais comuns e tradições de amizade fraterna”, disse Putin. “Soldados do Donbas estão lutando ao lado das tropas russas contra os militares ucranianos e os batalhões neonazistas”, frisou, para justificar a guerra na Ucrânia.

Putin argumentou que o povo da DPR e da LPR foi submetido ao “genocídio” do “regime de Kiev”, que foi “sequestrado por nacionalistas e neonazistas após o golpe apoiado pelo Ocidente em 2014”. Ele acrescentou que a Rússia não poderia ficar mais indiferente e foi obrigado a intervir na situação, lançando a operação militar especial em 24 de fevereiro.

Publicidade
Publicidade