Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Celeiro de energia

Putin vê ‘mãos poderosas’ por trás de ataque a oleoduto

Publicado

Foto/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Divulgaçao

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou na quarta-feira que os ataques terroristas ao sistema de oleodutos Nord Stream buscavam cortar fontes de energia baratas do continente, minando a segurança energética europeia.

“E quem está por trás da sabotagem no Nord Stream? Obviamente, aqueles que procuram finalmente romper os laços entre a Rússia e a União Europeia: aqueles que querem finalmente minar e acabar com a soberania política da Europa, enfraquecer seu potencial industrial, assumir o controle mercado”, destacou Putin.

O presidente disse que a crise energética foi causada por políticas ocidentais, não pelo início da operação especial russa na Ucrânia.

“O complexo de combustíveis e energia está passando, francamente, por uma crise aguda associada à dinâmica instável dos preços dos recursos energéticos, um desequilíbrio na oferta e demanda, bem como ações claramente subversivas de participantes individuais do mercado que são guiados apenas por suas próprias ambições geopolíticas,” disse.

Segundo Putin, o modelo de precificação à vista, que foi impulsionado pela UE, trará perdas de US$ 300 bilhões ao bloco. Ao mesmo tempo, a União Europeia está exacerbando a crise ao impor um teto ao preço do petróleo.

Ele observou que acredita-se que um dos segmentos Nord Stream funcione, então a Rússia está pronta para fornecer gás extra para a Europa durante o outono e o inverno. Putin enfatizou, no entanto, que “a bola está na quadra da UE” com o bloco precisando reagir.

Publicidade
Publicidade