Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Rede pública terá 24 mil novos alunos em 2020

Bartô Granja, Edição

Após o encerramento do período de inscrições para novas matrículas na rede pública de ensino do Distrito Federal, a Secretaria de Educação (SEE) realiza, a partir desta semana, o cruzamento de dados dos inscritos. No total, foram 38.482 inscrições, sendo 16.740 pela Central 156 e 21.742 pela internet.

A SEE estima que 24.500 dessas inscrições efetivem matrículas para 2020. O número representa 1.500 novos estudantes a mais do que no início deste ano, quando efetivaram a matrícula 23 mil dos 34.428 inscritos no ano passado.

“O cruzamento possibilita que façamos a exclusão de inscrições de estudantes que já são da rede, por exemplo. Somente após essa etapa, saberemos quantos serão os novos matriculados no ano que vem. Nossa estimativa é de que esse número gire em torno de 24.500 novas matrículas”, esclarece o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação, Cláudio Amorim.

Efetivação, só em janeiro
Após o cruzamento de dados, a SEE divulgará o resultado das inscrições, que está previsto para ser publicado em 19 de dezembro, no site da pasta. Com essa informação, o estudante já saberá em qual escola vai estudar no próximo ano.

Em janeiro de 2020 será o momento para a efetivação da matrícula. Entre 7 e 14 de janeiro, todos os estudantes contemplados com vagas na rede pública de ensino do Distrito Federal deverão ir à escola que consta no resultado das inscrições para efetivar a matrícula.

Durante o período de efetivação, não é necessário fazer fila do lado de fora das escolas, pois isso não garante vagas. Além disso, quem deixou de se inscrever no período correto terá de aguardar os próximos procedimentos que serão divulgados pela SEE para ingressar na rede pública de ensino.

É importante ressaltar que quem já se inscreveu deve efetivar a matrícula, mesmo que deseje estudar em outra escola e não aquela em que foi contemplado. Caso não realize a efetivação, a vaga é aberta para outra pessoa. O estudante não efetivado terá de aguardar os procedimentos seguintes da Secretaria de Educação e corre o risco de ficar em uma unidade escolar mais longe do CEP informado.

No momento da efetivação, fique atento aos documentos necessários, como Certidão de Nascimento, CPF do estudante, comprovante de residência, tipagem sanguínea e fator RH, entre outros.

Remanejamento escolar
Para os estudantes já matriculados na rede pública de ensino do DF que solicitaram o remanejamento escolar na secretaria da unidade na qual estuda, o resultado também está previsto para o dia 19 de dezembro. Ele será divulgado na unidade escolar em que o aluno está matriculado. Já a efetivação da matrícula será entre os dias 7 e 14 de janeiro na unidade para a qual o remanejamento foi solicitado.

Vagas remanescentes
O período de vagas remanescentes é realizado após a efetivação das matrículas de quem se inscreveu no período correto. Essa é a última oportunidade para quem perdeu o prazo de inscrição. Nesse momento, apenas as vagas que sobraram após a efetivação de matrícula serão disponibilizadas.

Dessa forma, muitas vezes não é possível alocar o estudante na escola mais próxima de onde mora ou do local de trabalho dos pais ou responsáveis. Por isso é fundamental sempre fazer a inscrição no período correto, pois isso possibilita que a SEE faça o planejamento adequado da rede para o ano seguinte.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente