Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Hora do troco

Rússia adverte Alemanha para ‘linha vermelha’ no apoio a Kiev

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto Reprodução

A Alemanha, ao fornecer armas letais para a Ucrânia, está cruzando uma “linha vermelha”. Para Moscou, Berlim não deveria reavaliar sua conduta, disse o embaixador russo na Alemanha, Sergei Nechaev, nesta segunda-feira, 12.

“O fato de fornecer ao regime ucraniano armas letais de fabricação alemã, usadas não apenas contra soldados russos, mas também contra a população civil de Donbass, é uma linha vermelha que Berlim não deveria ter cruzado, levando em conta a responsabilidade moral e histórica da Alemanha ao nosso povo pelos crimes do nazismo durante a Grande Guerra”, disse Nechaev ao jornal Izvestiya.

No final de agosto, a mídia alemã informou que diplomatas ucranianos pediram repetidamente à Alemanha que fornecesse armas pesadas adicionais, mas até agora sem sucesso. O Ministério da Defesa alemão teria justificado sua recusa dizendo que a Bundeswehr alemã precisava dessas armas para cumprir suas obrigações na Otan.

Ao mesmo tempo, o chanceler Olaf Scholz disse que Berlim tem fornecido regularmente a Kiev armas “muito eficazes” e prometeu continuar as entregas, mas enfatizou que não deve haver escalada.

A Rússia lançou sua operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, depois que as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (DPR e LPR) pediram ajuda para se defenderem das provocações ucranianas. Em resposta à operação da Rússia, os países ocidentais lançaram uma ampla campanha de sanções contra Moscou e aumentaram o fornecimento de armas letais para a Ucrânia.

Publicidade
Publicidade