Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Mundo

Rússia atropela sanções dos EUA e socorre aiatolás

Bartô Granja, Edição

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia condenou o último lote de sanções introduzidas contra instituições iranianas, chamando-as de “ilegítimas”. Foi nesta sexta, 20.

“Isso não afetará nossas parcerias com o Irã. Como planejamos, continuaremos a cooperar com o Irã no setor bancário, como já colaboramos em outras áreas. Isso não terá efeito [sobre a posição da Rússia]”, disse Zamir Kabulov, diretor do departamento asiático do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O anúncio ocorreu logo após o presidente Donald Trump declarar que os Estados Unidos estão introduzindo sanções contra o Irã. “Acabamos de sancionar o banco nacional iraniano”, disse Trump a jornalistas no Salão Oval, depois esclarecendo que estava se referindo ao banco central iraniano.

Trump disse que as novas sanções representam as “maiores sanções já impostas a um país”. Ele também acrescentou que as últimas sanções contra o Irã vão “direto ao topo”. O presidente dos EUA não deu mais detalhes sobre as restrições econômicas contra o principal órgão financeiro iraniano.

Além disso, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse que o Fundo Nacional de Desenvolvimento também está providenciando sanções.

“Hoje, o Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento de Tesouro dos EUA tomou medidas contra o Banco Central do Irã (CBI), o Fundo Nacional de Desenvolvimento do Irã (NDF) e a Etemad Tejarate Pars Co. sob sua autoridade de contraterrorismo, Executive Order (EO) 13224 “, revelou o Departamento do Tesouro dos EUA.

Os EUA impuseram sanções contra os setores de energia, bancário e marítimo da economia iraniana após sua retirada do Plano de Ação Conjunto Conjunto (JCPOA) – um acordo de 2015 que suspendeu as sanções internacionais da República Islâmica em troca do último limitar seu programa nuclear. Washington também ameaçou impor sanções contra qualquer entidade que lida com o Irã.

As relações entre Washington e Teerã recentemente azedaram depois que os EUA acusaram o Irã de se envolver em um ataque de drones contra as refinarias de petróleo da Saudi Aramco na semana passada. O Irã nega a alegação; além disso, os rebeldes houthis do Iêmen assumiram a responsabilidade pelo ataque.

Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente