Curta nossa página


Teste na Antártica

Russos descobrem que Lua pode ser celeiro de melancias

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

Cientistas russos conseguiram cultivar melancias no lugar mais frio do planeta – na estação antártica Vostok – usando panopônicos, ou seja, uma tecnologia sem solo, disse o Instituto de Pesquisa Ártico e Antártico da Rússia. O grupo concluiu com sucesso o primeiro experimento de cultivo da fruta, revelou o governo dee Moscou em comunicado.

“Além do interesse científico e dos benefícios práticos diretos na forma de vegetais frescos, bagas e ervas, nosso projeto conjunto tem uma série de vantagens adicionais importantes. A estufa na estação tem um efeito positivo no estado emocional dos exploradores polares, que passam muitos meses como um grupo isolado, em condições de noite polar, baixas temperaturas e espaço limitado”, disse o  coordenador da experiência Alexander Makarov.

O instituto também anunciou planos para desenvolver a tecnologia de cultivo de amoras, mirtilos e morangos na Antártida. A frígida região é uma extensão de gelo branco e águas azuis, O experimento de cultivo de hortaliças na estação Vostok intitulado “Rastenia” (plantas em russo) está em andamento desde fevereiro de 2020.

Na temporada passada, os exploradores polares russos cultivaram cerca de 62 quilos de tomates e 20 de pimenta. Um dos objetivos da experiência é testar tecnologias de cultivo de plantas para uma base na Lua. Vostok é a única estação interna da Rússia durante todo o ano na Antártica . Em julho de 1983, registrou a temperatura do ar mais baixa do planeta – 89,2 graus Celsius negativos.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.