Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Abstrai Assemble

Sala Cecília Meireles promove concerto inédito

Publicado

Foto/Imagem:
Malu Oliveira, Edição/Via Cezanne Assessoria - Foto Divulgação

Principal grupo de música de câmara contemporânea no Rio de Janeiro – fundado na França em 2005 pelo saxofonista, professor e pesquisador carioca Pedro Bittencourt – o ABSTRAI ensemble, retoma presencialmente suas atividades com um concerto especial na Sala Cecília Meireles, sábado, dia 11 de dezembro, às 19h. Com um programa variado, tanto quanto à estética musical quanto às formações camerísticas, o grupo irá apresentar estreias mundiais e estreias brasileiras de obras dos compositores brasileiros Alexandre Lunsqui, Maurício de Bonis, Arthur Kampela, Acácio Piedade e Rodrigo Cicchelli. No programa, o ABSTRAI ensemble também irá interpretar dois compositores “clássicos” alemães do século XX: Anton Webern (1883-1945) e Karlheinz Stockhausen (1928-2007).

Desde 2011, tem se apresentado nos principais festivais e salas de concerto brasileiras, além de uma turnê pelo México com apoio do Ibermúsicas. O grupo é integrado por instrumentistas e compositores de renomada carreira e se dedica ao repertório musical dos séculos XX e XXI, principalmente em colaboração com compositores vivos (brasileiros e estrangeiros) e expoentes do século XX. Além de peças musicais instrumentais e vocais, o grupo utiliza regularmente nos seus concertos as últimas tecnologias digitais, na eletroacústica e na música mista.

O ABSTRAI ensemble contribui pela formação de público da música de concerto no Brasil e também se dedica a atividades pedagógicas e de pesquisa como concertos comentados, oficinas, master-classes, encontros de interpretação musical, de composição e grupos de pesquisa. Em 2018 o ABSTRAI ensemble lançou seu 1° CD intitulado “Experiência”, com direção artística do seu fundador, Pedro Bittencourt. “Experiência” é uma produção independente do ABSTRAI ensemble, disponibilizada em CD físico e nas principais plataformas digitais pelo selo A Casa Estúdio.

Serviço
11/12, sábado – ABSTRAI ensemble na Sala Cecília Meireles
Horário: 19h
Endereço:Largo da Lapa, 47
Ingressos: R$40,00 (inteira) / R$20,00 (meia-entrada)
Classificação livre

Programa
Unlocking Clocks (2020) – estreia mundial – 7min
Alexandre Lunsqui (Brasil, 1969)
Sax alto, violão, vibrafone, piano
Trapos e fios soltos (2004 rev. 2013) — 11mins
Maurício de Bonis (Brasil, 1976)
Sax alto e percussão
Percussion Study III (1993) – estreia brasileira – 10mins
Arthur Kampela (Brasil, 1960)
Violão solo
Quartett Opus 22 (1928-1930) – 7min
Anton Webern (Alemanha, 1883-1945)
violino, clarineta em lá, sax tenor, piano
Saxofon (1977) – 5min
Karlheinz Stockhausen (Alemanha, 1928–2007)
Sax soprano e bongô
Onapapitsi (2018) — estreia brasileira – 8min
Acácio Piedade (Brasil, 1961)
Duas flautas em sol
A danação de Pedro (2020) – estreia mundial – 8min
Rodrigo Cicchelli (Brasil, 1966)
violino, sax alto, clarone, violão
Total: 56 mins de música

ABSTRAI ensemble
Saxofones e direção artística – Pedro Bittencourt
Flautas – Andrea Ernest Dias e Pauxy Gentil-Nunes
Clarineta e clarone – Batista Jr.
Violino – Mariana Salles
Violão – Fabio Adour
Piano – Marina Spoladore
Percussão – Pedro Moita
Regência e percussão – Leonardo Labrada
Produção executiva – José Schiller

Publicidade
Publicidade