Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Derrota da esquerda

Suécia descarta referendo especial para aderir à Otan

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto de Arquivo

A ministra das Relações Exteriores da Suécia, Ann Linde, disse nesta quinta-feira, 28, que as autoridades suecas, incluindo a primeira-ministra Magdalena Andersson e o líder do Partido Moderado Ulf Kristersson, rejeitaram a proposta do Partido de Esquerda de um referendo sobre a adesão à Otan. “Foi uma sugestão muito ruim”, disse.

Linde acrescentou que o referendo polarizaria a população e daria à Rússia a oportunidade de desinformação.
Os debates sobre a adesão à Otan na Suécia e na Finlândia se intensificaram nos últimos meses em meio à operação militar da Rússia na Ucrânia.

O ministro das Relações Exteriores da Finlândia, Pekka Haavisto, disse no sábado que Helsinque não deve atrasar a solicitação de adesão à Otan, acrescentando que seria bom para a Finlândia e a Suécia “sincronizarem” suas posições sobre o assunto.

Na segunda-feira, o jornal finlandês Iltalehti informou que as candidaturas da Finlândia e da Suécia à OTAN deverão ser publicadas na semana a partir de 16 de maio. O jornal sueco Expressen confirmou essa informação mais tarde naquele dia.

Publicidade
Publicidade