Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Tá vivo, prova. Ou vai ficar sem a pensão

Carolina Paiva, Edição

O Iprev suspendeu os benefícios pagos a 1 mil 846 aposentados que não provaram estar vivos. Segundo o órgão, a medida representou economia de R$ 250 milhões nos últimos seis meses.

A situação foi percebida após o início do recadastramento de servidores locais, que teve início em março. Desde então, os aposentados precisam comparecer a uma agência do Banco de Brasília (BRB) no mês do aniversário, para comprovar que estão vivos.

Os benefícios suspensos são de servidores que não cumpriram a medida. Agora, o Iprev-DF vai investigar o que ocorreu com essas pessoas e se elas realmente estão mortas. Caso alguém tenha recebido o dinheiro no lugar do servidor, a Polícia Civil será acionada.

Ele explica ainda que, caso algum dos servidores que teve o benefício suspenso esteja vivo, basta comparecer ao Iprev-DF ou a uma agência do BRB para regularizar a situação.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente