Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Tom vai bem, obrigado. E haja ar espalhafatoso

Carolina Paiva, Edição

Na tarde da segunda-feira (18), chegou ao conhecimento da Delegacia do Meio Ambiente – Dema um vídeo que estaria circulando nas redes sociais e mostrava um suposto abandono de um animal.

A equipe de investigação da Seção de Maus Tratos de Animais – Semat, em diligências, apurou que tudo não passou de um mal-entendido. O veículo, que aparece nas imagens, foi deixado em uma oficina mecânica na manhã do mesmo dia.

O mecânico saiu com o automóvel e o cachorro Tom correu atrás do carro. Dessa forma, o homem reduziu a velocidade, abriu a porta do carro e ordenou que Tom voltasse para casa. No entanto, Tom continuou perseguindo o carro por alguns segundos, como mostra o vídeo, e depois voltou para o lar dele.

Tom é um cachorro acostumado a ficar na rua e é bem tratado pelos moradores da região. Como é possível verificar nas imagens, o animal nutre um apego pelo homem que estava dirigindo o carro e costuma segui-lo aonde ele vai. O homem, por sua vez, ficou com receio de que o animal continuasse correndo atrás do automóvel e acabasse se perdendo.

O animal está bem e não sofre qualquer situação de maus tratos. A Dema aproveita a oportunidade para esclarecer que abandonar ou maltratar animais é crime punido com pena de detenção que pode variar de três meses a um ano e multa.

Casos de maus tratos podem ser registrados na Delegacia Especializada, em qualquer delegacia de área ou, ainda, por meio do 197 da Polícia Civil, que garante o sigilo do denunciante.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente