Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Tudo pronto para acabar com ameaça da dengue

Carolina Paiva, Edição

A Secretaria de Saúde fez a entrega de material educativo sobre a dengue para as diretorias regionais da Vigilância Ambiental nesta terça-feira (7). Os informativos orientam a população sobre as unidades de saúde que estão prontas para atender no caso de sintomas da dengue.

No material informativo constam os endereços e os telefones de todas as unidades de saúde da região. Com isso, a população estará informada sobre onde buscar orientação e cuidados caso apresente alguns dos sintomas da dengue – náusea, vômito, manchas vermelhas, sinal de sangramento e dores no corpo, na cabeça e em volta dos olhos, entre outros.

Essa é uma das ações da Secretaria de Saúde no combate à dengue. A pasta tem feito um trabalho constante de visita às residências e locais com prováveis focos do mosquito Aedes aegypti, trazendo informações e orientações para os cuidados preventivos no enfrentamento da doença, além de aplicar inseticidas e instalar armadilhas contra o mosquito.

Cuidados
Além das ações desenvolvidas pelo poder público, é essencial que cada um faça a sua parte. O cidadão tem papel fundamental na luta contra o mosquito e essa parceria também deve continuar no período das férias, quando alguns viajam e deixam as casas fechadas.

“Antes de fazer uma viagem é preciso verificar se não deixou algum depósito que possa conter água, pois qualquer objeto que acumule água é um potencial depósito para mosquito. É preciso fazer a inspeção de rotina, como verificar a caixa d’água e a retirada de entulhos em quintal”, alerta o subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero.

As recomendações para a contenção do mosquito também devem ser seguidas no retorno da viagem, ensina Divino. “Ao voltar, a pessoa deve abrir todas as janelas, deixar a luz solar entrar, pois o mosquito tem fotofobia e, assim, ele vai sair com a claridade. Também recomendamos que sejam verificados todos os ambientes escuros da casa, como cortina e embaixo dos móveis.”

Balanço
Dados do último Informativo Epidemiológico da Secretaria de Saúde, divulgado no final de 2019, mostram que o Distrito Federal registrou 50.464 casos suspeitos de dengue, dos quais 48.847 (96,8%) são de residentes no DF e 1.617 (3,2%) provenientes de outros estados.

Dentre os casos confirmados, 48 evoluíram para óbito, 74 foram situações graves revertidas e 873 relativos a casos de dengue com sinais de alarme. Um novo boletim deve ser publicado na segunda quinzena de janeiro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente