Curta nossa página


Guerra com Rússia

Ucrânia chora mortes de 20 mil soldados em julho

Publicado

Autor/Imagem:
Antônio Albuquerque, Edição - Foto Reprodução

A Ucrânia perdeu 20.824 soldados e 2.227 equipamentos militares durante as batalhas de julho, disse o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, nesta segunda-feira, 31.

“No mês que se encerra, como resultado das atividades bem-sucedidas de nossas tropas, as perdas do inimigo totalizaram mais de 20.800 militares, para ser exato, 20.824 pessoas e 2.227 peças de várias armas”, disse Shoigu a oficiais militares, acrescentando que Kiev perdeu 10 tanques Leopard.

Ele especificou que entre os equipamentos perdidos por Kiev estavam 10 tanques Leopard, 11 BMPs Bradley dos EUA, 40 sistemas de artilharia M777 dos EUA e 50 sistemas de artilharia autopropulsados ​​da Grã-Bretanha, EUA, Alemanha, França e Polônia.

“É óbvio que as armas ocidentais fornecidas não levam a sucessos no campo de batalha, mas apenas prolongam o conflito militar”, acrescentou o ministro.

As forças armadas russas estão ativas em todas as direções na área da operação militar especial na Ucrânia, com foco no enfraquecimento das capacidades de combate da Ucrânia, disse Shoigu.

“O grupo conjunto de forças continua a conduzir operações ativas em todas as direções, com foco no enfraquecimento das capacidades de combate do inimigo”, disse o ministro em reunião com a liderança do ministério da defesa.

As tropas ucranianas perderam 400 soldados e 63 equipamentos na direção de Orekhove de 26 a 27 de julho, disse Sergei Shoigu. Ele mencionou que a Rússia frustrou a tentativa em larga escala da Ucrânia de romper as linhas de defesa nessa direção.

“Apenas em dois dias, de 26 a 27 de julho, na área da vila de Rabotyne, mais de 400 militares ucranianos, 31 tanques, incluindo três Leopardos alemães, dois [tanques] franceses e 32 veículos blindados de combate foram destruídos . Um total de 63 veículos blindados [foram destruídos]”, disse Shoigu em uma reunião de defesa.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2023 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.