Curta nossa página


Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Brasília

Umidade cai a 10% e nada de chuva no horizonte

Carolina Paiva, Edição

Brasília, o coração político do Brasil e da baixa umidade do ar do Centro-Oeste, empurrou para cima, em toda a região, as preocupações com a longa estiagem que já está afetando o bem-estar das pessoas.

A onda de calor que atingiu diversas cidades nos últimos dias veio acompanhada de baixos índices de umidade relativa do ar. Além da capital da República, em cidades omo Goiânia (GO), Paraúna (GO) e Bataguassu (MS), o índice chegou a ficar abaixo de 10%, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O ideal para a saúde humana é pelo menos 60%.

Apesar do incômodo causado pelo tempo seco, os índices estão normais para esta época do ano, explicam meteorologistas. Além disso, os especialistas alertam que o pior já passou: a tendência é que uma frente fria aumente ainda mais a umidade a partir de sexta-feira.

“Por enquanto não há nada de anormal nos índices dessas cidades. É justamente nesta época do ano, no final do inverno, que nós temos os índices mais baixos na região”, explica Naiane Araújo, do Inmet de Brasília.

“Como estamos nos aproximando da primavera, já temos as temperaturas mais altas que diminuem a umidade, mas ainda não temos o escoamento dos ventos que favorece a chegada das chuvas”, completa.

Publicidade
Publicidade

Copyright ® 1999-2019 Notibras. Nosso conteúdo jornalístico é complementado pelos serviços da Agência Brasil, Agência Brasília, Agência Distrital, Agência Estadão, Agência UnB, assessorias de imprensa e colaboradores independentes.

Segue a gente