Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Avanço da Rússia

Zelenskyy desconta derrota na guerra demitindo assessores

Publicado

Foto/Imagem:
Bartô Granja, Edição - Foto Alexander Ermochenko

O presidente da Ucrânia demitiu a procuradora-geral do país e o diretor do Serviço de Segurança. Em vídeo, Volodymyr Zelenskyy anunciou a decisão de demitir a procuradora-geral Iryna Venediktova e também o diretor do Serviço de Segurança do Estado, Ivan Bakanov.

Zelenskyy explicou que foram abertos 651 inquéritos criminais por traição e casos de colaboracionismo com a Rússia, envolvendo funcionários da Procuradoria e outros órgãos responsáveis pela aplicação da lei.

Além disso, o presidente ucraniano explicou que mais de 60 funcionários da Procuradoria e do serviço de segurança permanecem em território controlado pela Rússia e têm atuado contra os interesses da Ucrânia.

Venediktova desempenhou um importante papel no indiciamento de militares russos por alegados crimes de guerra na Ucrânia.

Combates violentos
A agência de notícias Reuters classificou as demissões como “as maiores” ocorridas desde o início da invasão da Ucrânia pela Rússia.

O anúncio de Zelenskyy foi feito em meio a violentos combates travados em várias partes da Ucrânia.

A Rússia declarou neste domingo (17) que suas forças realizaram um ataque com mísseis a Chuhuiv, localidade da Carcóvia, no leste.

O Ministério da Defesa do Reino Unido, por sua vez, relatou que tropas ucranianas contra-atacam na região sul da Ucrânia.

Publicidade
Publicidade