Curta nossa página
Dutch   English   French   German   Italian   Portuguese   Russian   Spanish


Cinema

007, sem tempo para morrer e com salas cheias

Publicado

Foto/Imagem:
Carolina Paiva, Edição - Foto Divulgação

007 – Sem Tempo Para Morrer chegou aos cinemas brasileiros em 30 de setembro, para a alegria dos fãs da franquia que aguardavam a estreia ansiosamente. O longa, que chegou às telonas a tempo de celebrar o James Bond Day, comemorado em 5 de outubro – dia do aniversário da franquia -, ficou em primeiro lugar nas bilheterias brasileiras em seu fim de semana de estreia, arrecadando mais de R$ 7 milhões, com um público de 323 mil pessoas.

O vigésimo quinto filme da série marca um momento de transição na franquia, com a despedida de Daniel Craig, a possível chegada de um novo 007, e um roteiro mais inclusivo e diverso, com destaque para o protagonismo das personagens femininas. O resultado das bilheterias durante o fim de semana de estreia foi superior a três dos quatro últimos filmes da franquia, 007 – Cassino Royale, 007 – Quantum of Solace e 007 – Operação Skyfall, todos estrelados pelo ator britânico.

Com roteiro de Neal Purvis & Robert Wade, Cary Joji Fukunaga e Phoebe Waller-Bridge e direção de Cary Joji Fukunaga, o longa, estrelado por Craig, Ana de Armas, Rami Malek, Léa Seydoux e Lashana Lynch, segue em cartaz nos cinemas brasileiros.

Em 007 – Sem Tempo Para Morrer, Bond não está mais na ativa, desfrutando de uma vida tranquila na Jamaica. Sua paz não dura muito, no entanto, porque seu velho amigo Felix Leiter, da CIA, reaparece pedindo ajuda. A missão de resgatar um cientista sequestrado acaba sendo muito mais traiçoeira do que o esperado, levando Bond à trilha de um vilão misterioso e armado com uma nova tecnologia perigosa.

Publicidade
Publicidade